quarta-feira, 31 de outubro de 2012

PASSEIO Á SERRA DO CARVALHO: 18/11/2012

PASSEIO Á SERRA DO CARVALHO – POIARES
18 DE NOVEMBRO DE 2012


Caros amigos:

A pedido de várias familias, estou a organizar mais uma passeata de moto, desta vez para bem próximo de nós pois os dias estão mais curtos e viajar de noite é desaconselhável e a evitar tanto quanto seja possível.

Assim, o passeio vai ter como primeiro motivo de interesse principal a visita ao Monumento da Serra do Carvalho, evocativo do acidente aéreo ali acontecido em 01 de Julho de 1955 e onde pereceram 8 jovens pilotos da Força Aérea Portuguesa, no até hoje mais grave acidente aéreo com aeronaves militares em tempo de paz.

Sairemos de Coimbra cerca das 10:30 para Ceira e aí tomamos a estrada CM1241 em direcção ao Carvalho.

Depois iremos a Vila Nova de Poiares para umas fotos no monumento numa rotunda aí existente, denominado Voos dos Anjos, em memória do pilotos falecidos.

De seguida iremos em direcção a Penacova, mais concretamente ao Miro para subirmos à Serra da Atalhada.

O segundo motivo de interesse  é, obviamente, o almoço.
Iremos ser surpreendidos com o Restaurante Pedra do Moinho, em plena Serra da Atalhada, no concelho de Penacova e onde poderemos desfrutar de belíssimas vistas de toda aquela região.
O almoço, uma das especialidades da casa, picanha fatiada no momento, não já servida no prato,  terá o preço de 15,00/pax com tudo incluído.
Nota: quem pretender outra ementa há disponível, por idêntico preço, bacalhau á lagareiro, churrascada de javali e cabrito assado no forno.


Após o almoço, rumaremos até S. Pedro de Alva, efectuando uma paragem na bela Praia Fluvial do Vimieiro, regressando de seguida a Coimbra pelo IC6 e IP3.

O total de kms do passeio é cerca de 83 a rolar, como de costume, em velocidades moderadas e adequadas ao estado do tempo e pavimento.
Peço que me vão dando nota do vosso interesse para reservar os lugares.
Abraços a todos e boas curvas.

A CRISE FINANCEIRA

Será que o dólar vai cair ?


Realmente não importa ...
em tempos de crise temos que manter o cu bem apertado seja qual for a moeda

terça-feira, 30 de outubro de 2012

RECORDAR A ANA


Ontem recordámos a Ana.

Na igreja de S. João Baptista, na Quinta da Portela em Coimbra, realizou-se a missa do 1º aniversário em que a Ana nos deixou, partindo, para os que crêem e têm inabalável fé, para um lugar melhor e onde em paz repousa e nos observa.

A igreja estava muito bonita, enfeitada com muitas flores proporcionando ao local, bem iluminado, um ambiente de festa que contrasta com muitas das igrejas que conheço em que a penumbra nos transmite uma sensação de tristeza e nos inibe o sorriso.

Aqui não ... a luz e as flores emprestavam ao local uma alegria que contagiou todos os presentes. Alguns familiares e amigos ... e outros, julgo que colegas de profissão da Florbela, que cantaram no final da missa com alegria e sorrisos, uma bonita canção que era, ela também, um hino à alegria: "Adivinha o Quanto Gosto de Ti" de André Sardet.




No final, foi projectada uma apresentação, feita por um colega da Florbela, em que foram passando várias fotos da Ana, tendo como fundo musical a canção que o improvisado coro tinha acabado de cantar. Com saudade mas com um sorriso,  reconheci algumas das fotos, obtidas em minha própria casa, por ocasião das festas de aniversário dos nossos filhos, especialmente uma me fez abrir ainda mais o sorriso, em que a Ana tinha na cabeça um chapéu de bruxa, com cabelos vermelhos, chapéu esse que ainda hoje guardo.

Uma missa diferente pela intenção de alguém em que o padre, amigo dos pais da Ana, referiu na homilia que o amor é pedra fundamental na união das familias e, apesar das contrariedades e de muitas das vezes nos perguntar-mos "porquê eu?", nos ajuda a ultrapassar as dificuldades, olhando a nossa vida pela positiva, dando graças pelo que de bom nos acontece.

Claro que a alegria com que todos nós quisémos recordar a Ana foi, aqui e ali, entrecortada por algumas lágrimas que, teimosa e persistentemente, não conseguia reprimir e que me deixavam, até, embaraçado.

Foi um momento bonito e que me fez regressar a casa com uma sensação muito boa ... fui com imensa tristeza à missa e saí dela com uma sensação de "alívio" que me fez sorrir quando cheguei a casa e partilhei com todos: "Foi muito bonita a missa da Ana".

Que a Ana esteja, de facto, num lugar bom pois nós temos muitas saudades dela.


ADIVINHA DO DIA





A ARCA DE NOÉ PORTUGUESA


Um dia, o Senhor chamou o Noé português e disse-lhe:

- Dentro de 6 meses, farei chover ininterruptamente durante 40 dias e 40 noites, até que todo o Portugal esteja coberto pela água. Os maus serão destruídos mas quero que os bons e os justos se salvem. Por isso, ordeno-te que construas uma arca onde levarás um casal de cada espécie animal que ficarão à tua guarda.

Chegada a altura, o ribombar dos trovões e os relâmpagos a cruzarem o céu, avisavam que o momento era chegado.
Noé chorava, ajoelhado no quintal da sua modesta casa quando ouviu a voz do Senhor, soar furiosa, por entre as nuvens:

- Noéééééé´!!!!!! … onde está a arca que mandei que construísses?
- Perdoe-me Senhor – suplicou o pobre homem – fiz o que pude mas encontrei dificuldades imensas.
Primeiro tentei obter uma licença da Câmara Municipal mas … além das taxas elevadas para obter o alvará para construir a arca pediram-me uma contribuição para a campanha eleitoral do partido para reeleição do presidente.
Precisando de dinheiro, fui aos bancos e, mesmo aceitando pagar as altíssimas taxas de juro, não consegui que mo emprestassem.
Os Bombeiros exigiram um sistema de prevenção de incêndio mesmo depois de lhes explicar que iria construir a arca no quintal, a céu aberto.
Começaram então os problemas com o Instituto Florestal para a extracção da madeira que precisava para construir a arca.
Eu disse que eram ordens suas Senhor mas, mesmo assim, eles só queriam saber se eu tinha o “Projecto de Reflorestamento” e um outro que me disseram chamar-se “Plano Sectorial” …
Neste meio tempo, eu tinha já conseguido arranjar alguns animais que tinha guardados no meu quintal e apareceu a Sociedade Protectora dos Animais. Mesmo depois de lhes dizer o que se passava não quiseram saber e disseram-me que eram espécies protegidas. Além da pesada multa que me aplicaram, levaram-me preso e o que me valeu foi a pulseira electrónica o que me permitiu continuar a tentar construir a arca.
Com algumas tábuas que tinha em casa, comecei a obra e apareceu a Inspecção do Trabalho.
Multaram-me logo porque não tinha um engenheiro naval responsável pela construção !!!
Fui á Universidade Lusófona e comprei para mim mesmo um diploma de engenharia naval !!!!
Um dia depois apareceu o Sindicato e exigiu-me um contrato de carpinteiro onde constasse toda a minha experiência profissional.
Em seguida vieram as Finanças e, ao verem a arca a tomar forma e o seu esboço final, logo me disseram que a arca era um “sinal de riqueza exterior” e agravaram-me o IRS.
Não tinha dinheiro para pagar e penhoraram-me a arca.
Quando consegui explicar finalmente à Secretaria de Estado do Ambiente que o assunto era urgente, pediram-me o estudo de impacto ambiental sobre a zona a ser inundada. Não tinha mais nada á mão e mostrei-lhes o mapa de Portugal.
Disseram-me que o iam enviar para o INAG para decisão mas só depois de resolverem o problema das dunas da Costa da Caparica …

 

Soluçando, Noé acrescenta: Que mais posso eu fazer Senhor?
Enquanto o silêncio era a única resposta, o céu clareou e atreveu-se a perguntar:
- Senhor, sempre vais destruir Portugal?
- Não é preciso Noé, cheguei tarde … vocês já fo*** tudo !!!



segunda-feira, 29 de outubro de 2012

HOLANDA: PAÍS DO 3º MUNDO

Na Holanda, esse pobre e atrasado país da Europa, onde ainda está legalizado o consumo de drogas leves em locais próprios para o seu consumo, mundialmente conhecidos como cofee-shop’s, e onde a prostituição ainda é legal de acordo com regras unanimemente reconhecidas como adequadas ao exercício da profissão e aos “clientes”, tais como a definição dos “locais de trabalho” e respectivas exigências de cuidados de higiene, o descaramento e a petulância chega ao ponto do primeiro-ministro dar um péssimo exemplo a todos os seus congéneres indo de biciclete para a sua residência oficial …


Depois não querem que o povo se revolte com exemplos destes... andar de biciclete ... são mesmo atrasados !!!!

FRASE ECLESIÁSTICA DO DIA

O Papa português, João XXI

"Papa condena o segundo casamento"

Nota do editor: porque é solteiro,... se fosse casado condenaria também o primeiro.

domingo, 28 de outubro de 2012

O QUE A TROIKA NÃO SABE


Há pessoas que escondem duplas personalidades, indivíduos que disfarçam problemas de bipolaridade (têm os polos - e + trocados ???) e outros ainda que ocultam vidas passadas de outras funções ...

É o caso do actual ministro das finanças, Vitor Gaspar, que acompanhava, tocando viola na sua banda , o grande Max, saudoso cantor madeirense




E para que não restem dúvidas ...


O filme pode ser visto no Youtube em:


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

KIT´S DE FÉRIAS

Olá pessoal:

A pensar em todos nós a quem já só falta cortar os "tin-tins", foram desenvolvidos kit's de férias bastante económicos para os portugueses que abaixo reproduzo.

Kit Português


Só para chatear, mostro também o kit alemão



O BLOG DA BOA DISPOSIÇÃO E AS AZIAS





O "blog da boa disposição" tem também, por vezes, que descer ao rés-do-chão da realidade e referir coisas que não estão bem ... como diria o meu avô Serafim, "há merdas que têm que ser ditas nem que, para isso, tenham que ser bebidos uns tintos".
Levo ao vosso conhecimento um artigo de João Marcelino, conhecido directo do Diário de Notícias que me causou uma monumental azia depois duma saborosa feijoada á transmontana ...

Foi a maior burla de sempre em Portugal, qualquer coisa como 9.710.539.940,09 €uros!!! (paga por todos nós, contribuintes, que não podemos reclamar e sem que nenhum dos conhecidos criminosos tenha sido responsabilizado…)

João Marcelino, diretor do Diário de Notícias, de Lisboa, considera que “é o maior escândalo financeiro da história de Portugal. Nunca antes houve um roubo desta dimensão, “tapado” por uma nacionalização que já custou 2.400 milhões de euros delapidados algures entre gestores de fortunas privadas em Gibraltar, empresas do Brasil, offshores de Porto Rico, um oportuno banco de Cabo Verde e a voracidade de uma parte da classe política portuguesa que se aproveitou desta vergonha criada por figuras importantes daquilo que foi o cavaquismo na sua fase executiva”.

O diretor do DN conclui afirmando que este escândalo “é o exemplo máximo da promiscuidade dos decisores políticos e económicos portugueses nos últimos 20 anos e o emblema maior deste terceiro auxílio financeiro internacional em 35 anos de democracia. Justifica plenamente a pergunta que muitos portugueses fazem: se isto é assim à vista de todos, o que não irá por aí?”

O BPN foi criado em 1993 com a fusão das sociedades financeiras Soserfin e Norcrédito e era pertença da Sociedade Lusa de Negócios (SLN), que compreendia um universo de empresas transparentes e respeitando todos os requisitos legais, e mais de 90 nebulosas sociedades offshores sediadas em distantes paraísos fiscais como o BPN Cayman, que possibilitava fuga aos impostos e negociatas.

O BPN tornou-se conhecido como banco do PSD, proporcionando “colocações” para ex-ministros e secretários de Estado sociais-democratas. O homem forte do banco era José de Oliveira e Costa, que Cavaco Silva foi buscar em 1985 ao Banco de Portugal para ser secretário de Estado dos Assuntos Fiscais e assumiu a presidência do BPN em 1998, depois de uma passagem pelo Banco Europeu de Investimentos e pelo Finibanco.

O braço direito de Oliveira e Costa era Manuel Dias Loureiro, ministro dos Assuntos Parlamentares e Administração Interna nos dois últimos governos de Cavaco Silva e que deve ser mesmo bom (até para fazer falcatruas é preciso talento!), entrou na política em 1992 com quarenta contos e agora tem mais de 400 milhões de euros. Vêm depois os nomes de Daniel Sanches, outro ex-ministro da Administração Interna (no tempo de Santana Lopes) e que foi para o BPN pela mão de Dias Loureiro; de Rui Machete, presidente do Congresso do PSD e dos ex-ministros Amílcar Theias e Arlindo Carvalho.

Apesar desta constelação de bem pagos gestores, o BPN faliu. Em 2008, quando as coisas já cheiravam a esturro, Oliveira e Costa deixou a presidência alegando motivos de saúde, foi substituido por Miguel Cadilhe, ministro das Finanças do XI Governo de Cavaco Silva e que denunciou os crimes financeiros cometidos pelas gestões anteriores. O resto da história é mais ou menos conhecido e terminou com o colapso do BPN, sua posterior nacionalização e descoberta de um prejuízo de 1,8 mil milhões de euros, que os contribuintes tiveram que suportar.

Que aconteceu ao dinheiro do BPN? Foi aplicado em bons e em maus negócios, multiplicou-se em muitas operações “suspeitas” que geraram lucros e que Oliveira e Costa dividiu generosamente pelos seus homens de confiança em prémios, ordenados, comissões e empréstimos bancários.

Não seria o primeiro nem o último banco a falir, mas o governo de Sócrates decidiu intervir e o BPN passou a fazer parte da Caixa Geral de Depósitos, um banco estatal liderado por Faria de Oliveira, outro ex-ministro de Cavaco e membro da comissão de honra da sua recandidatura presidencial, lado a lado com Norberto Rosa, ex-secretário de estado de Cavaco e também hoje na CGD. Outro social-democrata com ligações ao banco é Duarte Lima, ex-líder parlamentar do PSD, que se mantém em prisão preventiva por envolvimento fraudulento com o BPN e também está acusado pela polícia brasileira do assassinato de Rosalina Ribeiro, companheira e uma das herdeiras do milionário Tomé Feteira. Em 2001 comprou a EMKA, uma das offshores do banco por três milhões de euros, tornando-se também accionista do BPN.


Em 31 de julho, o ministério das Finanças anunciou a venda do BPN, por 40 milhões de euros, ao BIC, banco angolano de Isabel dos Santos, filha do presidente José Eduardo dos Santos, e de Américo Amorim, que tinha sido o primeiro grande accionista do BPN.

O BIC é dirigido por Mira Amaral, que foi ministro nos três governos liderados por Cavaco Silva e é o mais famoso pensionista de Portugal devido à reforma de 18.156 euros por mês que recebe desde 2004, aos 56 anos, apenas por 18 meses como administrador da CGD. O Estado português queria inicialmente 180 milhões de euros pelo BPN, mas o BIC acaba por pagar 40 milhões (menos que a cláusula de rescisão de qualquer craque da bola) e os contribuintes portugueses vão meter ainda mais 550 milhões de euros no banco, além dos 2,4 mil milhões que já lá foram enterrados. O governo suportará também os encargos dos despedimentos de mais de metade dos actuais 1.580 trabalhadores (20 milhões de euros).


As relações de Cavaco Silva com antigos dirigentes do BPN foram muito criticadas pelos seus oponentes durante a última campanha das eleições presidenciais. Cavaco Silva defendeu-se dizendo que apenas tinha sido primeiro-ministro de um governo de que faziam parte alguns dos envolvidos neste escândalo. Mas os responsáveis pela maior fraude de sempre em Portugal não foram apenas colaboradores políticos do presidente, tiveram também negócios com ele. Cavaco Silva também beneficiou da especulativa e usurária burla que levou o BPN à falência. Em 2001, ele e a filha compraram (a 1 euro por acção, preço feito por Oliveira e Costa) 255.018 acções da SLN, o grupo detentor do BPN e, em 2003, venderam as acções com um lucro de 140%, mais de 350 mil euros. Por outro lado, Cavaco Silva possui uma casa de férias na Aldeia da Coelha, Albufeira, onde é vizinho de Oliveira e Costa e alguns dos administradores que afundaram o BPN. O valor patrimonial da vivenda é de apenas 199. 469,69 euros e resultou de uma permuta efectuada em 1999 com uma empresa de construção civil de Fernando Fantasia, accionista do BPN e também seu vizinho no aldeamento.

Para alguns portugueses são muitas coincidências e alguns mais divertidos consideram que Oliveira e Costa deve ser mesmo bom economista(!!!): Num ano fez as acções de Cavaco e da filha quase triplicarem de valor e, como tal, poderá ser o ministro das Finanças (!!??) certo para salvar Portugal na actual crise económica. Quem sabe, talvez Oliveira e Costa ainda venha a ser condecorado em vez de ir parar à prisão….ah,ah,ah.

O julgamento do caso BPN já começou, mas os jornais pouco têm falado nisso. Há 15 arguidos, acusados dos crimes de burla qualificada, falsificação de documentos e fraude fiscal, mas nem sequer se sentam no banco dos réus. Os acusados pediram dispensa de estarem presentes em tribunal e o Ministério Público deferiu os pedidos. Se tivessem roubado 900 euros, o mais certo era estarem atrás das grades, deram descaminho a nove biliões e é um problema político.

Nos EUA, Bernard Madoff, autor de uma fraude de 65 biliões de dólares, já está a cumprir 150 anos de prisão, mas os 15 responsáveis pela falência do BPN estão a ser julgados por juízes “condescendentes”, vão apanhar talvez pena suspensa e ficam com o produto do roubo, já que puseram todos os bens em nome dos filhos e netos ou pertencentes a empresas sediadas em paraísos fiscais.

Oliveira e Costa colocou as suas propriedades e contas bancárias em nome da mulher, de quem entretanto se divorciou após 42 anos de casamento. Se estivéssemos nos EUA, provavelmente a senhora teria de devolver o dinheiro que o marido ganhou em operações ilegais, mas no Portugal dos brandos costumes talvez isso não aconteça.

Dias Loureiro também não tem bens em seu nome. Tem uma fortuna de 400 milhões de euros e o valor máximo das suas contas bancárias são apenas cinco mil euros. Não há dúvida que os protagonistas da fraude do BPN foram meticulosos, preveniram eventuais consequências e seguiram a regra de Brecht: “Melhor do que roubar um banco é fundar um”.

EPITÁFIO DO DIA


Uma velha freira pediu que escrevessem na sua lápide tumular:
"Nasci virgem, vivi virgem e morri virgem"

O cangalheiro achou que eram demasiada palavras e escreveu apenas:
"Devolvida sem uso"

PIADA DO DIA: HISTÓRIA DUM MATRIMÓNIO FALHADO

 

Uma mulher acorda durante a noite e percebe que o marido não está na cama.

 Veste o robe e desce para ver onde ele está.
 Encontra-o na cozinha, sentado, pensativo, diante de uma taça de café.
 Parece consternado, olhar fixo na xícara. Tanto mais, que o vê limpar  uma lágrima.
 - "O que se passa, querido"?
 O marido levanta os olhos e pergunta-lhe docemente:
 - "Você se lembra, há 20 anos, quando saímos juntos pela primeira vez?
 Você tinha apenas 16 anos."
 - "Sim, claro. Lembro como se fosse hoje", responde ela.
O marido faz uma pausa. As palavras custavam a sair...
- "Você se lembra quando o seu pai nos surpreendeu enquanto fazíamos amor no banco de trás do carro"?
- "Sim, lembro perfeitamente", diz a mulher sentando-se ao seu lado...
"Foi um susto!"
O marido continua:
- Lembra quando ele apontou uma arma na minha cabeça dizendo:
"Ou casa com a minha filha, ou te mando pra cadeia por 20 anos"?
- "Lembro, lembro" - responde ela, docemente.
Ele limpa mais uma lágrima e diz:
- "Hoje eu já estaria em liberdade"!!!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

PROCISSÃO NA ALDEIA

Se não visse não acreditava ...
Procissão com a música do "Ai se eu te pego", sucesso mundial de Michel Teló a ser tocado pela filarmónica no decorrer duma procissão e com evidente boa disposição dos carregadores do andor ... ehehehe



video



DECLARAÇÃO DE AMOR DO DIA


Nascer e não ser logo benfiquista é falta de sorte ... mas viver sem nunca ser benfiquista é a própria infelicidade.


DECISÕES DE INVESTIMENTOS ...



O Nobel da Economia Prof. Dr. Wass Cataar, explica como se deve pensar
na economia actual.

1. Se em Janeiro de 2010 tivessem investido 1.000 euros em acções do
Royal Bank of Scotland, um dos maiores bancos do Reino Unido, teriam
hoje 29 euros!!

2. Se em Janeiro de 2010 tivessem investido 1.000 euros em acções da
Lemon & Brothers teriam hoje 0 euros !!!
3. Mas se em Janeiro de 2010 tivessem gasto 1.000 euros em bom vinho
tinto (e não em acções) e tivessem já bebido tudo, teriam em garrafas
vazias 46 euros.


Conclusão: No cenário económico actual é preferível esperar sentado e
ir bebendo um bom vinho. Não se esqueçam que quem sabe beber vive :
- Menos triste
- Menos tenso
- Mais contente com a vida.


Pensem nisto e invistam ...

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

PIADA MILITAR DO DIA


Dois soldados da ONU, em serviço no Afeganistão, trocam impressões:

Então, porque te alistaste?

Porque sou solteiro e gosto de guerra. E tu?

Porque sou casado e gosto de paz
 

NÃO ACREDITEM NAS PESQUISAS ....


As pesquisas de mercado são manipuladas e não refletem a tendência do eleitorado.
Um amigo meu realizou um levantamento por conta própria e concluiu que o próximo Presidente da República vai ser a mãe dele.

Ele telefonou para 1.253 pessoas entre as duas e as quatro horas da madrugada e perguntou:


- EM QUEM  VAI VOTAR PARA PRESIDENTE?

Todos os entrevistados responderam:


- NA PUTA QUE TE PARIU.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

LARGAS À IMAGINAÇÃO


A necessidade obriga a criatividade a revelar-se ...











BOCA FEMININA DO DIA


Os homens são como os pavimentos...
se os montarmos bem, podemos pisá-los durante 30 anos ...


OFF SHORE'S E OUTRAS ALDRABICES

Chegaram-me "às mãos" estes documentos que me escuso a comentar ...  é por estas e por outras que estamos como estamos e que em 2013 os tugas vão pagar cerca de 7 mil milhões de euros só em juros de empréstimos ...

No entanto, se houvesse eleições amanhã, quem acham que ganharia ?... pois claro, os mesmos de sempre... vejam o que aconteceu nos Açores ...

"Volta António de Santa Comba que estás perdoado !!!!!"









quinta-feira, 18 de outubro de 2012

EXAGERO NA POUPANÇA DO SNS

Ao que chega a mania das poupanças no Serviço Nacional de Saúde !!!!!
Vejam lá que neste hospital (que não identifico por óbvias razões) para poupar nas anestesias, mandam os doentes entrar logo pela adega ... quando lá tiver que ir, verei se não me esqueço de ir prevenido com uns pães e, pelo menos, um chouriço, para a "buída" não me cair mal no estômago ...





quarta-feira, 17 de outubro de 2012

AS MANIF'S

Sou, de forma geral, um sujeito calmo e ponderado. Talvez por isso nunca fui muito de participar em manifestações e as últimas de que me lembro foram na academia em Coimbra a propósito “disto-e-daquilo” ...  coisas que a juventude desculpa e a maturidade recorda com benevolência.

No entanto, tenho vindo a despertar a minha consciência para a necessidade de que, ser apenas um “passivo” e deixar-me sodomizar pelos tecnocratas, burocrata, políticos, e outros aldrabões, … talvez não seja a melhor opção e decidi ser mais interventivo, tomando parte no processo de mudança por que este país tem que passar.

Assim, tenho vindo a pensar que o meu dever de cidadão não se poder resumir apenas a ser um cumpridor exemplar no pagamento de impostos e dos restantes deveres de cidadania, como votar, participar nos censos com honestidade, …

Se as manifestações são compostas por pessoas, tal como eu, desagradadas com o que está a acontecer e consideram que é uma injustiça o que nos estão a fazer, então … está decidido, irei participar nas próximas manifestações.

Claro que não contem comigo para fazer más figuras como andar à porrada com os polícias, empunhar cartazes com palavrões e a insultar os governantes e políticos (embora tivesse vontade de o fazer mas a educação que me foi dada não permite esses excessos …) serei, isso sim, um manifestante ordeiro e consciente dos meus direitos e deveres.

Como exemplo, estas são as manifestações das quais não farei parte ... malcriadices, insultos, provocações, porrada, ... tudo o que não se deve fazer numa manifestação pois só serve para distrair do seu objectivo fundamental: chamar a atenção para o que está mal e tem que ser corrigido.










Estas sim ... trata-se de gente civilizada, que sabe o que quer e como o reivindicar. nada de porrada, insultos, ... quando muito uns encontrões ou uns encostos mas, já se sabe, "quem anda à chuva molha-se" ...









Contem comigo !!!!


 

CUIDADO, VEM AÍ O FRIO ...

Para os mais "abonados", cuidado com o frio em geral e a queda de neve em particular.