quarta-feira, 31 de julho de 2013

ESTOU TRISTE E ZANGADO ...






A IMPORTÂNCIA DA DISCIPLINA

Boas rapaziada:

Considero que ser-se disciplinado é "meio caminho andado" para o êxito pessoal.

Àparte alguns casos que conheço de malta que funciona "had-hoc", na base do improviso, no "desenrascanço" permanente, ... todos os outros revelaram que a disciplina nas suas vidas foi, de facto, importante.

Até este pequeno cartoon evidencia a sua relevância ...





HOMENAGEM A ANTÓNIO ALEIXO




Estátua de António Aleixo em Loulé



Acho uma moral ruim
trazer o vulgo enganado:
mandarem fazer assim
e eles fazerem assado.

Sou um dos membros malditos
dessa falsa sociedade
que, baseada nos mitos,
pode roubar à vontade.

Esses por quem não te interessas
produzem quanto consomes:
vivem das tuas promessas
ganhando o pão que tu comes.

Não me deem mais desgostos
porque sei raciocinar...
Só os burros estão dispostos
a sofrer sem protestar!

Esta mascarada enorme
com que o mundo nos aldraba,
dura enquanto o povo dorme,
quando ele acordar, acaba.

terça-feira, 30 de julho de 2013

REVISITAR COIMBRA

Para os que amam Coimbra ... 

Lembram-se do "Taxeira" ?

Amigo que considero fez-me chegar esta foto que não deixou de me provocar um sorriso e um nostálgico humedecer de olhos ...




No café Pigalle

DICAS PARA UM BOM SEXO NA 3ª IDADE


Olá pessoal:

Agora que tenho mais tempo disponível, tenho dedicado algum a tratar um pouco melhor da minha saúde.

Faço também uma coisa que me dá imenso gozo: escrever

E escrevo sobretudo pequenas notas a que poderei recorrer quando a memória já não for o que é ...

Deixo-vos este exemplo que partilho convosco, pessoal da minha geração, e que, estou certo, vos ajudará a ser mais felizes e "competentes".

DICAS PARA UM BOM SEXO NA 3ª IDADE

1. Use sempre os seus óculos.
2. Certifique-se de que a sua companhia esteja realmente na cama.

3. Ajuste o despertador para tocar de 3 em 3 minutos, para o caso de você adormecer durante a performance.
4. Acerte a iluminação: apague todas as luzes.
5. Deixe o telemóvel programado para o número da EMERGÊNCIA MÉDICA.
6. Escreva na sua mão o nome da pessoa que está na cama, no caso de não se lembrar.
7. Fixe bem a sua dentadura para que ela não acabe por cair debaixo da cama.
8.Tenha VOLTAREN (para as dores) à mão, para o caso de você cumprir a performance.
9. Não faça muito barulho; nem todos os vizinhos são surdos como você.
10. Se tudo der certo, telefone para os seus amigos para contar as boas novas.
11. Nunca, jamais, pense em repetir a dose, mesmo sob efeito de VIAGRA.
12. Não se esqueça de levar 2 travesseiros para colocar sob os joelhos, para não forçar a artrose.
13. Se usar camisinha, avise antes o "piupiu" que não se trata de touca para dormir, senão ele pode confundir-se.
14. Não se esqueça de tirar a parte de baixo do pijama, mas fique com uma t'shirt para não apanhar uma gripe.
15. Não tome nenhum tipo de laxante nos dias anteriores; nunca se sabe quando se tem um acesso de tosse.

Se algum de vós se lembrar de mais alguma coisa, diga-me sff ...


segunda-feira, 29 de julho de 2013

A DEMOCRACIA AVANÇADA

Olá a todos:

Amigo que muito estimo e sempre atento a estas matérias que envolvam "mulheres", enviou-me esta lei que é já considerada uma das mais avançadas em todo o Mundo.

Mesmo tratando-se dum país africano, onde supostamente se vive no "terceiro mundo", esta lei prova que os países africanos desfrutam já duma democracia madura e moderna, com leis mais actuais e justas, desafiando os países ocidentais a ajustarem-se igualmente aos novos tempos ...










PENSAMENTO DO DIA




Correr atrás dos sonhos faz bem ... se não der certo pelo menos emagrece


COMO AS LOIRAS PÕEM ÓLEO NO CARRO



video


sexta-feira, 19 de julho de 2013

VOU DE FÉRIAS MAS ...

Boa tarde a todos:

Já vos tinha dito que o blogue ia de férias e eu também ... mas ia algo preocupado pois o meu médico disse-me que tenho a pele sensível e, com o problema que por aí anda com as micro algas, que causam comichões e alergias, não ia, na verdade, descansado.

No entanto, quem tem amigos safa-se sempre ... bastou ligar para um amigo meu das motos em Albufeira, disse-lhe que ia para a praia da Oura uma semana mas que estava com medo das alergias ...

Ele colocou logo algumas das suas empregadas à procura das micro algas para que eu passe uma semana sem stress ...

Deus queira que não encontrem nenhuma e tenham que lá andar a semana toda à procura !!!!







O BLOGUE VAI DE FÉRIAS

blogue-do-joao5907



Olá pessoal:

O blogue diz querer ir de férias uma semaninha e eu, por não ter onde escrever, vou também ...

Por isso, não estranhem  a ausência de notícias ... vou para os mares do Sul, ver se consigo apanhar um daqueles polvos que andaram pelas praias da Linha do Estoril há dias ... ou talvez me fique apenas pelas comichões alérgicas.

Voltarei, cheio de ... huummm... hammm ... vontade e entusiasmo para escrever mais uns disparates.

Obrigado pela vossa fidelidade.

E já agora, por falar em disparates ...

Deixo-vos a DICA DE POUPANÇA DO DIA.

Uma caixa de Cialis ou de Viagra custa cerca de 40,00 ... este simpático tocador de flauta "animadora de pénis desfalecidos", cobra apenas 5,00 à hora ... não deixem de aproveitar ... e poupar !!!!






AFINAL AS ORAÇÕES VALEM ALGUMA COISA OU NÃO ?



Em Aquiraz, no Ceará, dona Tarcília Bezerra construiu uma expansão de seu cabaré, cujas actividades estavam em constante crescimento após a criação de seguro de desemprego para pescadores e vários outros tipos de bolsas.

Em resposta, a Igreja Universal local iniciou uma forte campanha para bloquear a expansão, com sessões de oração em sua igreja, de manhã, à tarde e à noite.

O trabalho de ampliação e reforma progredia célere até uma semana antes da reinauguração, quando um raio atingiu o cabaré queimando as instalações eléctricas e provocando um incêndio que destruiu o telhado e grande parte da construção.

Após a destruição do cabaré, o pastor e os crentes da igreja passaram a se gabar "do grande poder da oração".

Então, Tarcília processou a igreja, o pastor e toda a congregação, com o fundamento de que eles "foram os responsáveis pelo fim de seu prédio e de seu negócio" utilizando-se da intervenção divina, directa ou indirecta e das acções ou meios.”

Na sua resposta à acção judicial, a igreja, veementemente, negou toda e qualquer responsabilidade ou qualquer ligação com o fim do edifício.

O juiz a quem o processo foi submetido leu a reclamação da autora e a resposta dos réus e, na audiência de abertura, comentou:

- Eu não sei como vou decidir neste caso, mas uma coisa está patente nos autos. Temos aqui uma proprietária de um cabaré que firmemente acredita no poder das orações, e uma igreja inteira declarando que as orações não valem nada!






quinta-feira, 18 de julho de 2013

quarta-feira, 17 de julho de 2013

MINISTRA FOI MOSTRAR O BURACO




Também quero ver !!!!!!!



A MANEIRA CERTA DE NEGOCIAR COM BANDIDOS

Há algum tempo, em Espanha, as autoridades policiais viram-se confrontadas com um assalto a uma agência bancária em que foram feitos reféns.

O assaltante, para além de dinheiro e de drogas, exigia uma moto para fugir em troca dos 2 reféns que tinha sob seu domínio.

A polícia satisfez as exigências do assaltante e tudo acabou em bem.

Se fosse cá, os tipos dos direitos humanos (aliás, dos direitos dos outros que não as vítimas) fariam uma algazarra porque tinham sido violadas não sei quantas alíneas do tratado de não sei quê, acrescentariam que durante a infância o bandido foi maltratado, ... ora, eu também levei umas galhetas bem assentes do "meu velho" e foram todas merecidas, aliás, se ele soubesse da outra metade dos disparates que fiz e que ficaram sem castigo ...

Provavelmente os polícias seriam alvo dum rigoroso inquérito por estarem apenas a fazer aquilo que é o seu dever e para que são pagos ... defender os cidadãos !!!





video



É bem feito



terça-feira, 16 de julho de 2013

DESCOBERTO O PROBLEMA DAS PRAIAS DA LINHA

A Autoridade Marítima informa em comunicado que está identificada a razão para tanta comichão nos veraneantes das praias da linha ...

Afinal, aquilo que se pensava poder ser uma trágica e incurável epidemia, não passa dum polvo que, por esta altura de Verão, aparece em várias praias.

Primo do seu exemplar mais conhecido Octopus Vulgaris, este distingue-se por ter apenas quatro tentáculos e o seu nome científico é o Octopus Pussy.

É inofensivo mas convém ter alguns cuidados ...








DIGITAL OU ANALÓGICO





Boas minha gente:

Eterna questão que se coloca também para mim: o digital ou o analógico?

Pois não sei e não tenho competências técnicas que me permitam aqui defender um ou outro fazendo ressaltar as melhores características de cada um.

No entanto, nalgumas coisas sou um verdadeiro fã das tecnologias mais "velhotas" como, por exemplo, na escolha de CD's ou cassetes.

Dizem por aí que alguns homens são como os CD's ... Comem e Dormem
Outros ainda são como os DVD's ... Deitam, Viram e Dormem
Outros há ainda que são como os DVD-R ... Deitam, Viram, Dormem ... e Roncam.

... por isso, nada como a velhinha cassete de VHS ... Várias Horas de Sexo !!!!


segunda-feira, 15 de julho de 2013

SIMONE DE BEAUVOIR OU CAMILO CASTELO BRANCO ?



Olá a todos:

Ainda a propósito do episódio protagonizado pela Exª Srª Presidente da Assembleia da Republica, quando resolveu expulsar os manifestantes, não resisto a reproduzir aqui um artigo que li do advogado Saragoça da Matta, no Jornal i... desfrutem.

Assunção Esteves, se tivesse estado à altura do cargo e da função que desempenha, ter-se-ia limitado a dar instruções à PSP para evacuar as galerias.

A 11 de Julho de 2013 viveu-se no parlamento um dos mais insólitos momentos da vida democrática dos últimos 39 anos. Perante uma manifestação nas galerias do hemiciclo, a presidente da Assembleia da República reagiu gritando aos manifestantes que fizessem o favor de sair. E repetiu várias vezes o comando! Ofacies, o tom de voz e as próprias palavras só têm uma qualificação: foram inadmissíveis e intoleráveis.

Assunção Esteves é, antes de mais, deputada. É, depois, titular do segundo cargo na hierarquia do Estado. É também uma mulher formada. Com traquejo político e social. Ex-juíza-conselheira do Tribunal Constitucional. Ex-docente universitária. Representa e vincula o Estado.

Assunção Esteves não está, portanto, obrigada apenas pelos deveres que impendem sobre os representantes da nação. Está sujeita às exigências de dignidade, probidade, educação e respeitabilidade que são inerentes ao estatuto e à função do cargo presidencial que desempenha. Cargo que implica "majestade", no mais próprio sentido do termo.
Assunção Esteves, naquele momento, escancarou a alma: percebeu-se o que sente pelo desespero daqueles que em tempos a elegeram e agora protestam, bem como a simpatia que tem pelo estado anímico de quem exerce o "direito de resistência" manifestando-se.

Assunção Esteves não esteve à altura do cargo e da função que desempenha. Para estar ter-se-ia limitado a dar instruções à PSP para evacuar as galerias, esperando em majestático silêncio poder retomar os trabalhos. Não o fez. Gritou com os manifestantes. Baixou o nível. Dirigiu-se a quem protestava ordenando-lhes, crispada, que saíssem do parlamento. Berrou contra os berros. Em tom irritado, ultrapassou os limites que lhe eram autorizados pela educação e pela dignidade que o cargo lhe exige.

E nada disso era necessário no exercício dos poderes que tem para conduzir os trabalhos do parlamento. Não sendo necessário, é indesculpável. Das mais altas figuras do Estado esperam-se apenas virtudes. Por isso são os nossos "maiores". Ora toda a respeitabilidade desaparece quando se desce ao nível do bate-boca, da fúria incontida, do descontrolo. Como dominaria a sessão se os deputados portugueses tivessem os hábitos de pugilato comuns noutros parlamentos? Se não foi eleita para ser desrespeitada, claramente desrespeitou-se, bem como a nós.

Depois do que vi e ouvi, nunca mais verei em Assunção Esteves a presidente do parlamento. Verei apenas uma mulher capaz de zanga, irritação, fúria, descontrole.

O que se seguiu ainda foi pior: já com o povo expulso, quis ter um momento de erudição invocando Simone de Beauvoir. Devia ter-se lembrado da "Queda de Um Anjo". Era mais próprio. E ao fazê-lo foi injusta, porque o brando povo luso nunca foi carrasco. Tem sido, isso sim, vítima de muitos carrascos.

Para coroar o episódio, confrontada com o espectáculo dado à nação, não pediu desculpas, não assumiu o erro, não teve o mínimo laivo de humildade. Tentou explicar o inexplicável, desculpar o indesculpável, maquilhar o intolerável. Se o tivesse feito, assumiríamos simplesmente um momento de humanidade. Não o tendo feito, ninguém esquecerá isto.







MENTIRA DO DIA





ENGLISH LESSON OF THE DAY



Teacher:

- Can you tell me the name of 3 great Kings who have brought hapiness and peace into people's lives?

Student:

 - Smo-King, Drin-King and Fuc-King !!!!


domingo, 14 de julho de 2013

1º PASSEIO MOTARD AÇOREANA



Olá a todos:

Pois bem, este sábado foi mais um dia de passeio ... e desta vez convidado pelo Paulo Neves, da Cª de Seguros Açoreana.

Tudo começou com um telefonema dele há umas semanas dizendo que eu lhe tinha sido indicado por um amigo comum, como sendo a pessoa certa para o ajudar a organizar um passeio de moto para os colegas de trabalho ... 

Dispus-me de imediato a colaborar mas pensei para comigo: "Eh pá... ainda tenho amigos que me consideram ... como é que os tenho conseguido enganar este tempo todo?" 

Para além dumas dicas sobre o que achava melhor que se fizesse tendo em conta o tempo disponível e o número de participantes, nada mais fiz ... mas este pessoal do norte é mesmo simpático e generoso... gosta de retribuir mesmo pequenas e desinteressadas colaborações.

E aceitei, pois claro ...

Pelas 10:00 lá nos encontrámos no Parque Verde, onde estava marcado o ponto de encontro para os cerca de 35 participantes que viajaram, maioritariamente, da zona norte, apesar de Lisboa estar igualmente bem representada.




Eu aqui com o Paulo Neves que tratou de tudo com um profissionalismo e rigor ... nada falhou ...  sempre preocupado com o bem-estar de todos ...




E o pessoal ia chegando ...


Até uma Vespa participou... grupo eclético sem dúvidas


Um pequeno briefing antes da partida para distribuir um pequeno road book e partilhar algumas informações








Nesta foto o Paulo Neves e o Jorge Martins a ultimar uns pormenores, cuidando para que nada falhasse... e não falhou !!!!


Íamos sair do Parque Verde em direcção à Estação Nova e depois seguiríamos junto ao rio até aos Campos do Bolão, ... depois para a Geria.



Não sem antes tratar da foto "institucional", na qual, simpaticamente, me incluíram ... afinal, sou cliente.




A caravana em direcção à Geria ... espectáculo



Pela N111 até Tentúgal onde parámos na famosa casa dos pastéis de Tentúgal, "O Afonso"... e onde nos estava reservada a primeira surpresa do dia.



Do grupo fazia também parte o Rui Saraiva (1º da direita) agente da Cª, com quem partilhei excelentes momentos no Mototurismo do Centro



E a surpresa era uma visita guiada pela "fábrica" dos pastéis de Tentúgal, dirigida pela Drª  Olga Cavaleiro, a sua proprietária ao que julgo saber.



Depois de calçar uns "sapatos de chuva" e colocar uma touca, fomos conduzidos até uma enorme sala onde era preparada a massa.







Olga Cavaleiro explicou todo o processo do fabrico e um pouco da história dos pastéis, de forma interessada, conhecedora e, sobretudo apaixonada ... sabia do que falava e fazia-o com emoção ... gostei.



A pasteleira a espalhar a massa pelo chão para que fique cada vez mais fina... vai alargando, alargando ...




Passou por nós um pouco de flor-de-farinha, matéria prima usada para o fabrico... não a farinha de trigo normal que pode ser adquirida nos supermercados ...




E a massa estava já bem espalhada pelo chão ... 

Foi-nos informado que a origem dos pastéis de Tentúgal remonta há cerca de 4 séculos atrás ...
O Convento do Carmo, sito na mesma vila, teve como residentes freiras carmelitas que, como todas as comunidades eclesiásticas de mosteiro, entre as suas actividades principais, a doçaria marcava presença importante.
Com a extinção das ordens religiosas por ordem de Joaquim António de Aguiar, conhecido por "mata-frades", em 1834, os conventos tiveram que se organizar de forma a obter receitas que garantissem a sua subsistência ... a doçaria conventual talvez fosse a mais importante de todas.
O decreto de extinção permitia, contudo, que as freiras residentes em clausura se mantivessem no mosteiro até à sua morte.



E a "Carmita", diligente pasteleira, continuava a espalhar a massa enquanto a Drª Olga nos contava a história dos pastéis.


Do fabrico, disse-nos que "o segredo está na massa" ... tal como com a pizza no spot comercial da TV. A sua moagem é especial e as suas características que lhe dão flexibilidade para esticar e esticar ... advêm do glúten.

No Convento do Carmo, a fama dos pastéis foi tal, que tiveram que colocar uma "roda" só para os pastéis ...
Para quem não sabe, a "roda" era o único meio de comunicação com o exterior dos conventos de clausura ... e a "roda" servia para a entrada e saída de alimentos entre outras coisas ... talvez a mais importante fosse a "roda-dos-meninos", assim designada por ser por onde as mães, aflitas com o nascimento de mais um filho, o entregavam ao cuidado do convento, depositando nele todas as esperanças de uma vida melhor para o recém-nascido.




A massa já bem fina, menos espessa que uma folha de papel ...



Aqui, uma colaboradora a espremer queijo fresco para o fabrico das igualmente famosas queijadas




A fama e qualidade dos pastéis de Tentúgal, ou do Convento do Carmo, era tal que eram vendidos na cidade de Coimbra. A prosperidade do convento contrastava com a da maioria que definhavam ao ritmo do desaparecimento das suas últimas residentes.



Este o resultado final após um trabalho algo violento, de várias horas debruçada a esticar a massa e de joelhos a apanhá-la.




O vídeo


Ser pasteleira era, no entanto, para as mulheres, uma boa alternativa à desgastante vida do campo. Tratam-se na sua maioria de campos de arroz cuja cultura é feita sempre com muita água e humidade ... o que causa vários problemas de saúde, nomeadamente ao nível ósseo e respiratório.
Assim, o aprender a pastelaria do doce mais famoso de Tentúgal, era um mal menor.

Depois, foi a degustação do pastelinho com um "branco" fresco que caiu que nem gingas ... passe a publicidade ao cartaz turístico de Óbidos.


E depois seguimos até Montemor-o-Velho, para uma visita ao castelo, onde obtive esta curiosa foto que me deixou meio baralhado... com o Acordo Ortográfico já nem sei se isto está bem escrito ou não.

Depois de estacionar no largo da Câmara Municipal, era suposto subirmos até ao castelo pelas novíssimas escadas rolantes ... que estavam paradas.
Disseram-nos mais tarde que apenas o primeiro lanço de escadas estava desligado pois alguém, ali vizinho concerteza, se diverte a carregar no botão de STOP .... ehehheh.





Voltámos ás motos e subimos nelas até ao castelo onde nos estava reservada a segunda surpresa da manhã ... quase tarde pois eram já mais de 12:00.








Bonito de se ver ... a colorida caravana de motos a subir a encosta do castelo de Montemor-o-Velho





Esperava-nos Cristina Baía, técnica dos serviços de turismo daquele município e que nos iria guiar por uma breve visita ao castelo.

Competência, simpatia e um grande entusiasmo nas explicações fizeram da visita um agradável e interessante momento, que a todos nos deixou mais ricos culturalmente. Afinal, trata-se da nossa história.


Aqui o altar de N. Senhora da Vitória, que apresenta um sulco vermelho no pescoço, representando a sua degola. Mais uma das lendas do castelo de Montemor-o-Velho.

Esta fortaleza existe pelo menos desde o sec IX, data em que há registo da sua tomada cristã pelo Rei Ramiro I das Astúrias, no que foi ajudado pelo Abade João do Mosteiro do Lorvão, à época um importante centro cultural, político e militar e a quem doou o castelo.

Das constantes mudanças de mãos entre cristão e muçulmanos, conta a lenda que após prolongado cerco das tropas muçulmanas, os sitiados cristãos liderados pelo Abade João, escasseando os bens, terão tomado a decisão de todos os que não pudessem combater fossem degolados para que as suas mortes não fossem tão penosas, o que aconteceria se caíssem em mãos mouras.

Surpreendentemente e talvez animados porque já nada lhes restava senão a esperança de sobreviver, lutaram com bravura e denodo e escorraçaram os mouros até ao mar, perto da Figueira da Foz.

Ao regressarem ao castelo, ouviram cânticos cristão vindos de dentro das muralhas ... eram os degolados que tinham ressuscitado.
A partir daí, todas as meninas nasceram com o risco de sangue no pescoço.






Num altar lateral, "A ultima ceia", de autoria da oficina do conhecido mestre que Coimbra acolheu, João de Ruão, do sec XVI. 
Este arquitecto, de origem francesa, veio para Coimbra em 1518, para esculpir a Porta Especiosa da Sé Velha.
Teve vários discípulos e aprendizes que criaram várias obras sendo difícil determinar a sua exacta autoria, preferindo dizendo-se, por isso "da escola ou da oficina de João de Ruão".

Esta "Ultima Ceia"  é algo diferente de todas as outras e tem suscitado discussões sobre o seu significado: tem vários pães e não apenas um que terá sido partilhado, ... tem vários copos e não apenas um cálice onde foi deitado o vinho e dado a beber aos discípulos, ... uma curiosidade sem dúvida.



Uma outra escultura bem curiosa: A Senhora do Ó grávida.

A Igreja não via com bons olhos a retratação da Virgem através de imagens de grávidas pelo que mandou retirar todas as que existiam. No entanto, nesta Igreja de Santa Maria da Alcáçova, situada dentro do castelo e monumento nacional, a imagem permaneceu.

A propósito da igreja, esta apresenta vários estilos arquitectónicos que resultam das várias intervenções a que foi sendo sujeita ao longo dos tempos.
Arcos góticos, colunas manuelinas, azulejos hispano-árabes do sec XVI, ... são disso exemplo.



Esta é a imagem de São Braz, padroeiro das doenças da garganta, escultura do sec XV. Já não me lembro muito bem mas creio ter ouvido a guia Cristina Baía dizer que mais dois santos ou santas, de que já não recordo o nome, eram padroeiras das dores de ouvidos e duma outra maleita qualquer ... a pequena igreja parece uma policlínica !!!!




E já no exterior da igreja, falando sobre a arquitectura do castelo



Um aspecto da parte do castelo onde se realizam os festivais de teatro CITEMOR e de música



Vista da parte do castelo mandada construir mais tarde, no sec XIV, por D. Pedro, Duque de Coimbra e Senhor de Montemor, para permitir ás populações o refúgio de pessoas e bens no castelo.

Apesar da reconquista cristã estar consolidada em todo o território, as guerras com Castela, franceses e até ingleses, não proporcionavam tranquilidade e paz pelo que o castelo era o seu refúgio.



O grupo dirigindo-se para as ruínas do Paço




ó pra mim a ouvir as informações com toda a atenção !!!!

Sim... porque sou um tipo interessado na nossa história


A visita ao castelo de Montemor-o-Velho foi, sem dúvida, um dos momentos altos do passeio, muito por "culpa" da Cristina Baía que nos conseguiu prender a atenção com as suas explicações



Vista de parte da Vila de Montemor-o-Velho



Idem com os campos de arroz, cultura importante e tradicional nesta região do baixo Mondego


O Mondego "velho" que se identifica através da fila de árvores ... é hoje apenas uma vala grande pois o seu percurso foi desviado, na década de 80, mais para Sul, onde é visível também nesta foto, ao fundo, também com uma fileira de arvoredo.


E estava concluída a visita ao castelo de Montemor-o-Velho e estávamos já atrasados em relação ao horário estimado.
Havia ainda que nos dirigirmos para a Figueira da Foz, onde estava previsto o almoço no Clube Náutico não sem antes darmos "uma volta" pela Serra da Boa Viagem.




A caravana atravessando a povoação da Serra da Boa Viagem






Nas estradas da Serra da Boa Viagem



Foi uma pena não podermos parar na Bandeira e no Abrigo da Montanha para desfrutar das belíssimas vistas mas... a ditadura do relógio nem ao fim de semana dá tréguas.



Mesmo assim, eu parei por duas vezes para umas "chapas"...



O farol do Cabo Mondego... lindo... ando há que tempos a ver se arranjo lá uma visita ...



E por falar em fotos... as desta crónica são fraquinhas pois uma arreliadora falta de bateria da minha máquina apenas me deixou o telemóvel para as tirar ...

E um desfile pela marginal de Buarcos até à Figueira da Foz ... 30 motos com cerca de 40 pessoas envergando coletes brancos com publicidade à Cª de Seguros Açoreana ... fizeram parar o trânsito e desviar cabeças para apreciar o espectáculo que era a longa fila de motos... lindo de se ver sem dúvida... se fossem trinta carros ninguém reparava !!!




A caravana na marginal figueirense ... 




... cujos sons e movimento  suscitava a curiosidade de todos os transeuntes ...

E havia que rumar ao Clube Náutico, na Marina, onde iríamos almoçar







E a fome já apertava para alguns... toca a sentar para "dar ao bigode" ...



Umas entradas de enchidos que vieram mesmo a calhar ... e o branco estava fresco ... alguém disse que também havia água... nem reparei !!!



E até um momento de "cantar os parabéns" a uma das senhoras participantes houve ...

Bom... resta dizer que foi um óptimo dia.
Passeio agradável e excelentemente organizado pelo Paulo Neves a quem agradeço uma vez mais o convite que me fez, diz ele que em retribuição da "inestimável ajuda" que lhe prestei ... generosidade é o que é pois apenas me limitei a dar umas dicas ...
Fica ainda a certeza de que estes encontros absolutamente informais de colaboradores da  empresa, contribuem para o fortalecimento do espírito de grupo e aproximam as pessoas tornando a resolução dos problemas mais fácil ... parabéns por isso também um exemplo a seguir por outras empresas onde se diz que "é bom trabalhar" mas ...

Uma palavra ainda para o sentido de responsabilidade e civismo demonstrado por todos. Fazer parte duma caravana de 30 motos, em estradas com trânsito algo complicado, é uma tarefa que só se consegue com o contributo geral ...
e hoje foi fácil consegui-lo. Parabéns.

E fiquei mais rico: "O meu património são os meus amigos e, hoje, fiquei ainda com mais".